RELATÓRIO TÉCNICO
05/12/2012 | 14h59

Aplicar fungicida no momento certo é fundamental para enfrentar a ferrugem nas lavouras de soja

Sucesso na primeira pulverização acarreta o êxito nas aplicações seguintes, que podem variar de uma a quatro

  • Enviar
Rafael Soares
Foto: Rafael Soares
Aplicar fungicida no momento certo é fundamental para se ter êxito contra a ferrugem

Durante a expedição Soja Brasil, o consultor técnico da equipe, Áureo Lantmann, vai produzir conteúdos técnicos sobre as lavouras visitadas pelo grupo. Este relatório fala sobre a aplicação de fungicidas contra a ferrugem asiática. Confira:

A ferrugem da soja é, sem dúvida, o grande desafio da agricultura hoje. Para atenuar esse problema existem estratégias. De todos os agricultores que já ouvimos durante a expedição Soja Brasil, todos fazem uma aplicação de fungicida de forma preventiva. Uns quando aparece a primeira flor, outros entre o estádio vegetativo V5 e V6. Outro grupo planta uma parcela de soja logo após o vazio sanitário e toma como referência para a primeira aplicação de fungicida o surgimento da ferrugem nesta parcela.

O momento certo das aplicações é fundamental, uma vez que o sucesso na primeira pulverização acarreta o êxito nas aplicações seguintes, podendo ser mais uma ou mais três ou até quatro, dependendo do ciclo e época de semeadura.

Considerando a produção de soja nas duas últimas safras, 2010/2011 com 75.324 mil toneladas e 2011/2012 com 66.383 mil toneladas, justifica-se a menor produção na última safra em função da seca que ocorreu em várias regiões do Brasil, com o rendimento médio de 3115 quilos(kg)/hectare(ha) e de 2651 kg/ha, respectivamente. Informações mostram que o consumo de fungicida na safra 2011/2012 foi muito menor que o da safra 2010/2011.

A informação acima pode ser compreendida da seguinte forma: as condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento da ferrugem são as temperaturas entre 18°C a 28° C, horas de molhamento foliar acima de 10 horas, tempo chuvoso e presença de orvalho por mais de 6 horas, condições que ocorreram com menor frequência na safra passada.

A considerar o que esta acontecendo nesta safra, até o momento, em termos de distribuição de chuvas (pouca chuva em algumas regiões), grande parte da soja já semeada estaria hoje com mais de 60 dias após a germinação e, portanto, nos estádios R3 e R4 . Com soja de ciclo curto (100 ha/110 dias), as estratégias para as aplicações de fungicidas devem considerar as questões relativas às condições de umidade mais favoráveis ao desenvolvimento da ferrugem.    

RURALBR

  • Enviar
Canal Rural

© 2011-2014 RuralBR.com.br

Todos os direitos reservados